Gravataí Notícias
Portal de notícias de Gravataí RS

Bolsa Família CANCELADO HOJE (17/04): Nova lei de atualização do CPF e RG suspende benefício de milhões de brasileiros e famílias se desesperam

O Bolsa Família, um pilar essencial dos programas sociais do Governo Federal, tem como propósito prover assistência financeira às famílias em situação de vulnerabilidade. Entretanto, recentes mudanças legislativas relacionadas ao Cadastro de Pessoa Física (CPF) e ao Registro Geral (RG) têm suscitado apreensão entre os beneficiários.

-

O CPF e o RG são documentos fundamentais para a identificação dos cidadãos brasileiros. As novas diretrizes estão levantando preocupações entre os beneficiários do Bolsa Família, que temem perder o acesso ao programa devido à falta de conformidade com os requisitos documentais.

O RG, especialmente, é essencial para a participação em programas governamentais, incluindo o Bolsa Família. A ausência do RG ou a falta de obtenção da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN) acarreta o risco iminente de perda do benefício.

-

A implantação da Carteira de Identidade Nacional (CIN), projetada para substituir o RG, está em andamento em muitos estados brasileiros. Inicialmente agendada para lançamento em 6 de novembro de 2023, a emissão da CIN foi adiada para janeiro de 2024, visando evitar irregularidades e permitir que todos se adaptem às novas normas.

-

É crucial ressaltar que o RG permanecerá válido até o início de 2032. No entanto, a partir desse período, a obtenção da CIN será obrigatória. Portanto, é imperativo que os beneficiários do Bolsa Família verifiquem a validade de seus documentos e estejam cientes das novas exigências legais para garantir a continuidade do recebimento do auxílio.

Qual a importância do Bolsa Família?

-

O Bolsa Família exerce um papel crucial na mitigação da desigualdade social no Brasil, atendendo a milhões de famílias em condições de pobreza e extrema pobreza. Este programa oferece um suporte financeiro mensal, cujo montante varia conforme a composição familiar e a renda per capita.

A introdução das recentes regulamentações referentes ao CPF e RG tem suscitado inquietação entre os beneficiários, pois há o temor de que a interrupção do benefício possa agravar ainda mais a situação dessas famílias vulneráveis. Por conseguinte, é imprescindível que as mudanças sejam compreendidas e seguidas pelos beneficiários do Bolsa Família.

-

Para evitar a suspensão do Bolsa Família, torna-se essencial que os beneficiários verifiquem a validade de seus CPFs e RGs. Se o RG estiver próximo da expiração, é crucial iniciar o processo de obtenção da nova CIN. A emissão da CIN é conduzida pelos órgãos responsáveis pela identificação civil de cada estado.

-

Dessa forma, os beneficiários do Bolsa Família devem entrar em contato com tais órgãos para obter informações sobre os documentos necessários e os procedimentos para obtenção da nova carteira de identidade.

Atenção ao CPF e cadastros

-

O Bolsa Família, uma iniciativa crucial do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, é um programa de transferência de renda que apoia milhões de famílias em situação de vulnerabilidade no Brasil. Contudo, é imperativo que os beneficiários estejam atentos à regularidade de seus CPFs (Cadastro de Pessoa Física), pois qualquer inconformidade pode resultar no bloqueio do pagamento do benefício.

O CPF é um documento vital para a identificação dos cidadãos brasileiros e é utilizado em diversas operações financeiras, como a abertura de contas bancárias, solicitação de empréstimos e participação em programas sociais, incluindo o Bolsa Família. Quando há irregularidades no CPF, como pendências na Receita Federal, o beneficiário corre o risco de ter seu pagamento bloqueado.

-

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, aproximadamente 100 mil CPFs de beneficiários do Bolsa Família apresentam irregularidades que podem acarretar no bloqueio do pagamento.

-

Caso seja identificada alguma pendência no CPF ou no Cadastro Único (CadÚnico), o beneficiário será notificado e terá um prazo de seis meses para regularizar sua situação. É essencial destacar que, se a regularização não for efetuada dentro deste prazo, o benefício será cancelado.

Orientações aos beneficiários do Programa Bolsa Família

-

Para resolver as pendências de CPF no CadÚnico, as famílias devem seguir um conjunto de passos simples. Primeiro, é crucial verificar o status do CPF na Receita Federal. Isso pode ser feito acessando a seção “Meu CPF” no site da Receita Federal e selecionando “Consultar CPF”.

Após inserir o número do documento e a data de nascimento do titular, clique em “Consultar” novamente. Isso resultará na geração de um comprovante da situação cadastral do CPF. Se houver pendências, siga para “Atualizar CPF” e, em seguida, “Regularizar CPF”.

Uma vez verificada a situação do CPF, o beneficiário pode proceder com a regularização de várias maneiras.

Uma delas é através do email da Receita Federal do respectivo estado. Outra opção é preencher um formulário online disponibilizado pela Receita Federal. Além disso, também é viável realizar a regularização do CPF em um posto de atendimento presencial.

Após a conclusão da regularização, é crucial atualizar o CadÚnico para retomar o pagamento regular do benefício.