Dicas para se Recolocar no Mercado de Trabalho

Com a atual situação financeira do país é crescente o número de pessoas desempregadas, não é uma situação fácil ser demitido, especialmente quando se tinha um vínculo a anos com a empresa.

Pode ser difícil superar no início, mas não podemos perder o foco em querer conseguir outra vaga de trabalho, não encare a demissão como algo ruim, encare como uma nova chance de aprendizado, um emprego melhor pode estar por vir.

Um brasileiro que perdeu o emprego demora pelo menos 14 meses para começar em um novo emprego, no desespero acaba aceitando uma oportunidade que não era o desejado.

Para conseguir se recolocar no mercado de trabalho é preciso estar sempre de olho nas novidades, ser persistente e estar sempre se atualizando em dicas para criar seu currículo.

Nem sempre o motivo da recolocação seja causado por uma demissão, às vezes, o trabalhador está a procura de novos desafios na carreira, receba um salário abaixo do mercado ou até não goste do que faz atualmente são motivos para procurar outra vaga de emprego.

Confira abaixo dicas para você voltar com tudo ao mercado de trabalho:

1- Analise sua Carreira

Aproveite este tempo para pensar e revisar sua vida profissional, pense com cautela em tudo que já construiu até aqui e se vale optar por outro segmento. 

Faça uma lista com prós e contras, converse com outros profissionais na área e seja realista, é fundamental ter um caminho traçado na sua mente para alcançar seu objetivo.

2- Se Qualifique

Não fique se lamentando, corra atrás de novos conhecimentos, aprenda algo novo, se especialize na sua área e invista na sua qualificação.

Atualmente muitas empresas oferecem palestras, eventos e até alguns cursos de forma gratuita.

3- Preste Atenção no Mercado de Trabalho

Você pode ter ficado muito tempo parado, portanto, pode estar fora do que anda acontecendo na sua área profissional.

Aproveite este tempo de transição para entender o que anda acontecendo no seu setor, qual é a expectativa salarial e quais são as novidades.

4- Atualize seu Currículo

Este assunto é fundamental, mantenha sempre seu currículo atualizado, ele será o primeiro contato que o empregador terá com você, será seu cartão de visita e atualize a cada mudança.

Aproveite para dar uma olhada em seus documentos pessoais, se não é necessário solicitar uma segunda via, já providencie e deixe todos os documentos prontos, a oportunidade pode aparecer de uma hora para outra e é fundamental estar preparado.

5- Vaga temporária

Não descarte a possibilidade de ingressar em uma vaga temporária.

Ela pode ser a porta de entrada para a empresa e você poderá conseguir uma efetivação futuramente ou você terá acumulado mais uma experiência no seu currículo.

6 – Prepare-se para a Entrevista

Você finalmente conseguiu uma entrevista, não fique nervoso, mantenha a calma, essa será sua chance.

Porque você está esse tempo sem trabalhar? Esta é a pergunta que todo candidato que está a anos desempregado não deseja ouvir em uma entrevista, mas fique tranquilo, os recrutadores entendem o cenário atual do mercado de trabalho.

Durante a entrevista e processo de seleção, mantenha a calma, seja verdadeiro, explique os motivos para ter ficado esse período desempregado, demonstre energia e vontade de trabalhar.

7- Organize suas Finanças

Principalmente quando o motivo da sua recolocação é o desemprego as suas finanças podem causar forte impacto no dia a dia.

Isso acontece porque o trabalhador não estava preparado para se desvincular com a empresa e não possui uma reserva de emergência para esse acontecimento. 

Algumas dicas como analisar o orçamento, listar as despesas e renegociar dívidas, passa a ser uma opção.

Neste ponto você já percebeu que no cenário em que estamos vivendo, procurar uma maneira para se destacar é primordial, não é questão de sorte e sim estar qualificado para ocupar a vaga.

Fique atento às oportunidades, troque experiências com outras pessoas que estão passando pela mesma situação que você.

Não faça as coisas sempre do mesmo jeito esperando resultados diferentes.