Massacre Tricolor Na Sul-Americana

Massacre Tricolor na Sul-Americana, o time fez o placar mais elástico da competição com um jogo praticamente perfeito.

O time dominou o jogo todo, teve 71% de posse de bola e 91% de precisão de passe com 19 chutes sendo 12 ao gol, resultando em um placar de 8 X 0 para o Grêmio.

A goleada começou aos 3 min com Luiz Fernando que veio a marcar aos 18 min de novo.

Diego Souza marcou o terceiro numa cobrança de pênalti, esse foi o seu 12° gol em 11 jogos nessa temporada.

Os dois próximos gols foram marcados pelo Ferreirinha, um aos 22 min e o outro logo em seguida aos 24 min.

A noite não era do Aragua, e aos 28 min José Hernandez Díaz marcou um gol contra e deixou seu time mais complicado ainda no jogo.

O segundo tempo começou mais lento um pouco o jogo, o sétimo gol veio novamente numa cobrança de pênalti dessa vez cobrada por Maicon aos 19 min da etapa final.

Para encerrar o massacre Diego Churín marcou o oitavo gol aos 32 min, depois foi só administrar a maior vitória do Grêmio do século.

O Tricolor marcou seis gols em menos de 30 minutos, essa foi a maior goleada do Grêmio na Arena do Grêmio que foi inaugurada em dezembro de 2012, última vez que tinha feito 8 X 0 tinha sido contra o Lajeadense em 1999 pelo Campeonato Gaúcho.

É mais que uma vitória, é colocar o time do Grêmio como um dos favoritos da competição.

Uma vitória convincente dessa era tudo o que o treinador Tiago Nunes precisava para dar confiança do seu trabalho aos jogadores e torcedores.