Gravataí Retorna com as Aulas Presenciais na Rede Municipal

As medidas para a retomada das aulas na rede municipal é seguida pelas determinações do Decreto Estadual 55.856, publicado na terça-feira (27), “Uma vez que as regiões deverão aplicar os protocolos de bandeira vermelha, fica permitida a retomada do ensino presencial em todos os níveis. Estão permitidas, também, aulas de cursos de ensino profissionalizante, de idiomas, de arte e cultura e de música. Aulas de esporte, dança e artes cênicas precisam seguir as regras das atividades de ensino e os protocolos de serviços de educação física e/ou clubes sociais, esportivos e similares”.

A Prefeitura, por meio da SMED (Secretaria Municipal de Educação), anunciou que para a educação infantil e os dois primeiros anos do ensino fundamental retornaram às atividades presencialmente na próxima terça-feira (4).

As outras séries não informadas, retornaram em dias diferentes, porém a data ainda não foi definida.

Lembrando que a falta das aulas causa prejuízo para as crianças, e que nos últimos meses houve um aumento significativo de depressão infantil, o prefeito Luiz Zaffalon comenta: “Crianças que não conseguem acompanhar a alfabetização e que, não possuem maturidade para aulas on-line extensas, estão tendo seu futuro prejudicado, por estar, há mais de um ano, fora da sala de aula e, sem conviver entre si”.

O prefeito também destacou a situação que ficam os pais sem a escola funcionando,“Tendo que ir trabalhar e, sem ter as escolas abertas, os pais acabam buscando alternativas, muitas vezes, mais insalubres, para as crianças, onde, em uma casa, 10, 15 crianças ficam aglomeradas”, pontuou Zaffa.

O retorno presencial ainda não é obrigatório, a decisão deve ser tomada pelos pais ou responsáveis pelos estudantes.

Quem adotar a modalidade remota, deverá seguir a orientação da escola em que o estudante está matriculado.